Quimatic Tapmatic > Entrevista à Lubgrax - Fatores para a escolha correta do fluido para usinagem

Entrevista à Lubgrax – Fatores para a escolha correta do fluido para usinagem

banner-blog

A Quimatic Tapmatic foi uma das empresas entrevistadas pela Revista Lubgrax, edição 47, na matéria “MWF – A Escolha do Fluido”.  A reportagem enfatizou que a parceria entre clientes e fornecedores de fluido de corte é ponto fundamental para a melhoria de processos e ganho de produtividade nas indústrias.

Na matéria, o químico Sênior da Quimatic Tapmatic, Marcos Pacheco, alerta que a escolha do fluido de corte deve ser cercada de cuidados, pois erros nesta etapa da produção podem prejudicar o andamento dos trabalhos, a vida útil de ferramentas e a qualidade do acabamento de peças. “O correto é que os clientes sempre busquem auxílio junto ao fabricante do fluido para identificar o lubrificante correto para a operação a ser realizada”, afirmou. A Quimatic Tapmatic, por exemplo, conta com uma equipe de consultores técnicos sempre prontos para visitar os clientes e auxiliá-los na escolha do fluido de corte adequado.

Outro aspecto importante enfatizado na reportagem é que a escolha do fluido de corte não deve ser baseada apenas no custo inicial do produto, mas sim na eficácia que o mesmo terá nas máquinas, já que as mesmas são de alto valor e exigem o máximo de eficiência técnica dos produtos que recebem.

Como lembra a matéria, os fluidos de corte são divididos basicamente em dois grandes grupos: os integrais e os solúveis, sendo que os integrais são prontos para uso, usados em operações de corte que requeiram maior lubricidade, enquanto os solúveis são diluídos em água e ideais para operações que exigem maior refrigeração.

Além dessas duas grandes divisões, existe outra classificação, baseada na natureza dos lubrificantes empregados na formulação: convencionais (ou minerais), sintéticos ou semissintéticos.

Na reportagem, Pacheco enfatiza que o fluido mais versátil atualmente é o semissintético, pois o mesmo consegue oferecer de forma satisfatória a maioria das propriedades desejáveis na usinagem: lubricidade, refrigeração, lavabilidade, resistência à degradação e proteção contra corrosão. O fluido semissintético destaca-se ainda por ser ecológico e amigável ao usuário.

De acordo com Pacheco, hoje todos os fluidos de corte de qualidade já contam com os melhores e mais adequados componentes na fórmula, e assim a aditivação não é recomendada. “O mais recomendado é usar o fluido adequado para cada tipo de operação ou tipo de material a ser usinado”, afirma.

A única aditivação aconselhável (e até mesmo mandatória) é a adição de preservante nas soluções de óleos solúveis prontas, de forma a prolongar a sua vida útil. É claro que essa adição só deve ser feita diante do monitoramento periódico da solução e quando a análise  indicar que a mesma já está começando a sofrer deterioração por ação microbiana. Nesse caso, então, adiciona-se o preservante, como uma dosagem de impacto, para eliminar a contaminação e restabelecer o controle da solução.

O químico da Quimatic Tapmatic aponta que a ordem de importância para a escolha do fluido deve ser: natureza da operação, tipo de máquina, tipo de metal e natureza do fluido. A reportagem da Lubgrax enfatiza ainda que o aspecto sustentável do fluido hoje tornou-se outro fator determinante na escolha do produto, embora esta questão esteja mais relacionada com a política ambiental da empresa do que com a performance do próprio fluido.

Ao final da matéria, os entrevistados foram convidados a citar um case de sucesso de cliente atendido. A Quimatic Tapmatic citou uma indústria que não tinha controle de emulsão de óleo solúvel. Com isso, era obrigada a trocar o óleo a cada dois meses devido à contaminação por bactérias, fungos e leveduras. Além disso, a empresa não tinha um controle de abastecimento, pois não sabia o quanto de óleo e água poderia colocar na emulsão em um reservatório de 4000 litros.

Após analisar o problema, a Quimatic Tapmatic indicou o uso do óleo solúvel semissintético ME-1, que oferece características de lubricidade de um óleo solúvel convencional, de base mineral, mas que por ser semissintético, tem ótima resistência à contaminação. Foi efetuado também um plano de abastecimento semanal com controle do Brix e diluição média  de 1:10 por se tratar de uma  usinagem pesada.

Os resultados obtidos foram: aumento da  vida útil da solução, com a necessidade de troca somente uma vez ao ano; melhoria do processo de fabricação da indústria; e ganho ambiental, já que devido ao aumento de vida útil da solução, foi reduzido o descarte de resíduo de óleo solúvel no meio ambiente.

Conheça a linha de fluidos da Quimatic Tapmatic!

Integrais (prontos para uso):

Quimatic 1[1]

 Quimatic 1 – Fluido de Corte Líder mundial

  • Para usinagem de todos os metais ferrosos, suas ligas e metais amarelos.
  • Reduz o esforço de corte, oferece excelente acabamento e precisão dimensional.
  • Disponível também na versão ecológica!

 

 

 

Quimatic-2

Quimatic 2 – Fluido de Corte para Alumínio

  • Para usinagem em alumínio, zamac, magnésio, nylon e plásticos.
  • Usinagem mais limpa e mais rápida, sem engripamento e emplastamento.
  • Disponível também na versão ecológica!

 

 

 

Super Fluido-3

Super Fluido 3 – Para metais de elevada dureza

  • Excelente lubricidade, ideal para usinagem pesada e para metais de elevada dureza como aços w10, vk5, vk10, inox e inclusive titânio.
  • Ecológico – não contém óleo mineral ou solventes voláteis ou nocivo. Não ataca a camada de ozônio.

 

 

quimatic-11

Quimatic 11 – Fluido de Corte Econômico

  • Solução de baixo custo para todos os metais, exceto alumínio.
  • Pode ser utilizado em todas as operações de usinagem, inclusive em máquinas operatrizes.

 

 

 

Aquatic 150101

Aquatic – Fluido de Corte a base d’água

  • Produto a base d’agua e ecológico para usinagem de metais ferrosos.
  • Odor leve e baixa taxa de evaporação.
  • Ideal para empresas que trabalham com sistema de gerenciamento SMS (Segurança, Meio Ambiente e Saúde).

 

 

 

oleo para rosquear

Óleo para Rosquear – EP

– Contém aditivo EP para máxima lubrificação.
– Odor leve e Cor clara (Facilita a visualização da operação).
– Evita a quebra do filete da rosca e retarda o desgaste da ferramenta de corte.
– Ideal para rosqueadeiras e usinagem pesada.

 

 

Solúveis (diluídos em água):

 

SEMISSINTÉTICO ME-1

ME 1 – Óleo Solúvel Semissintético Ecológico

    • Para usinagem de metais em geral em máquinas operatrizes, inclusive CNCs.
    • Maior lubricidade – lubricidade similar a de óleo solúvel mineral convencional, porém com vida útil muito mais prolongada.
    • Não ataca componentes das máquinas operatrizes e as peças usinadas.

 

 

Imagem4

 

ME – 100 ALUM Óleo Solúvel Semissintético Ecológico

    • Para usinagem de alumínio e suas ligas. Não mancha as peças.
    • Excelente refrigeração e acabamento – permite maior velocidade de usinagem.
    • Econômico, permite maior taxa de diluição sem afetar o desempenho.

 

 

 

EMBALAGEM ÓLEO SOLÚVEL SINTÉTICO ME-2

 

 

 

ME 2 – Óleo Solúvel Sintético e Ecológico

      • Óleo solúvel sintético para usinagem de metais em geral.
      • Oferece vida útil superior à dos óleos solúveis semissintéticos e convencionais.
      • Emulsão translúcida – facilita a visualização da operação.

 

 

Imagem3

ME 3 – Óleo Solúvel Sintético de Base Vegetal

    • Lubrificante oriundo de fontes renováveis para usinagem em geral.
    • Econômico – melhor relação custo benefício – vida útil maior do que a de outros produtos similares do mercado.
    • Ecológico – Ideal para empresas que trabalham com gestão SMS (Segurança, Meio Ambiente e Saúde).

Deixe uma resposta

Atendimento on-line
Copyright © 2011-2017 TAPMATIC Todos os direitos reservados. - Política de Privacidade